Concurso Magistratura ES: saiu o resultado preliminar da discursiva

Concurso Magistratura ES: saiu o resultado preliminar da discursiva

Acesse agora o Grupo de Estudos para Magistratura Federal

A FGV (Fundação Getúlio Vargas) divulgou o resultado preliminar da prova discursiva do concurso Magistratura ES.

Os exames aconteceram nos dias 19, 20 e 21/11/2023. Confira aqui o resultado preliminar.

      São ofertadas 20 vagas imediatas mais CR para o cargo de Juiz Substituto. A remuneração inicial é de R$ 33.830,96.

      Para participar desta seleção é preciso ter bacharel em Direito e três anos de atividade jurídica exercida após a obtenção do grau de bacharel em Direito.

      Vale lembrar que mais de 9,8 mil pessoas se inscreveram para participar do Concurso Magistratura ES. De acordo com o documento publicado pela FGV, são 9.841 inscritos para 20 vagas. Com isto, serão 492,05 pessoas concorrendo a uma vaga. Clique AQUI e veja o documento completo.

      Confira abaixo os principais detalhes desta seleção:

      Análise de Edital do Concurso Magistratura ES

      Concurso Magistratura ES: situação atual

      Gabaritos e resultados

      Cronograma

      Inscrições: 10/04 a 24/05/2023
      Taxa: R$ 338,00
      Prova Objetiva: 27 de agosto de 2023

      Comissão

      De acordo com a publicação da Presidência do Tribunal de Justiça do Espírito Santo, passam a compor a comissão os seguintes membros:

      Desembargadora Eliana Junqueira Munhós Ferreira
      Desembargador Willian Silva
      Desembargadora Janete Vagas Simões
      Desembargador Fernando Estevam Bravin
      Dr. José Carlos Riozk Filho (OAB)

      Concurso Magistratura ES: carreira

      Cargos e Vagas

      quadro demonstrativo de vagas para o concurso de juiz substituto do estado do espírito santo
      Quadro de vagas do concurso TJ ES JUIZ

      Salários e Benefícios

      Juiz Substituto: R$33.830,96

      Juiz de Direito: R$35.710,46

      Desembargador: R$37.589,96

      Requisitos

      De acordo com o último edital foram exigidos dos candidatos, o diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso superior de bacharel em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e três anos de atividade jurídica exercida após a obtenção do grau de bacharel em Direito.

      Atividade jurídica

      • aquela exercida, com exclusividade, por bacharel em Direito;
      • a efetivo exercício de advocacia, inclusive voluntária, mediante a participação anual mínima em  5 (cinco) atos privativos de advogado (art. 1º, Lei nº 8.906, 4 de julho de 1994) em causas ou questões  distintas;
      • o exercício de cargos, empregos ou funções, inclusive de magistério superior, que exija a utilização preponderante de conhecimento jurídico;
      • o exercício da função de conciliador junto a tribunais judiciais, juizados especiais, varas especiais, anexos de juizados especiais ou de varas judiciais, no mínimo por 16 (dezesseis) horas mensais e durante 1 (um) ano;
      • o exercício da atividade de mediação ou de arbitragem na composição de litígios.

      Concurso Magistratura ES: Etapas

      Prova objetiva

      Veja abaixo os detalhes da prova aplicada aos candidatos inscritos.

      Disciplinas

      Bloco I – 40 questões

      Direito Civil
      Direito Processual Civil
      Direito do Consumidor
      Direito da Criança e do Adolescente

      Bloco II – 40 questões

      Direito Penal
      Direito Processual Penal
      Direito Constitucional
      Direito Eleitoral

      Bloco III – 20 questões

      Direito Empresarial
      Direito Tributário e Financeiro
      Direito Ambiental
      Direito Administrativo
      Noções Gerais de Direito e Formação Humanística

      Estrutura da prova

      A Prova Objetiva Seletiva será composta por 100 (cem) questões de múltipla escolha, numeradas sequencialmente, com 05 (cinco) alternativas e apenas uma resposta correta.

      A Prova Objetiva Seletiva, de caráter eliminatório e classificatório, será avaliada na escala de 0 (zero) a 10 (dez) pontos, sendo atribuído o valor de 0,1 (zero vírgula um) ponto para cada questão respondida de acordo com o gabarito oficial.

      Prova Escrita

      A segunda etapa do Concurso será composta de 2 (duas) provas escritas, uma discursiva e uma prática, sendo que a prova discursiva será realizada em um único dia e a prova prática será dividida em 2 (dois) dias. O tempo de prova, em cada dia, será de 5 (cinco) horas.

      Na avaliação das provas discursivas e práticas, serão considerados, em cada questão, o conhecimento sobre o tema, a utilização correta do idioma oficial e a capacidade de exposição.

      O candidato deverá devolver ao fiscal o Caderno de Textos Definitivos de resposta e poderá levar o caderno de provas e o rascunho, desde que se retire da sala nos 30 (trinta) minutos anteriores ao término do horário fixado. Os cadernos com o(s) texto(s) definitivo(s) de resposta de cada uma das provas escritas serão os únicos documentos válidos para correção. Serão anuladas as provas escritas do candidato que não devolver Caderno de Textos Definitivos de resposta.

      Prova Escrita discursiva

      A prova discursiva consistirá em 2 (duas) dissertações e de 6 (seis) questões acerca de quaisquer dos pontos do programa das disciplinas constantes do Edital, sendo que, uma questão será relativa a noções gerais de Direito e Formação Humanística.

      As questões da prova discursiva serão pontuadas da seguinte forma: a) valerá 2,00 (dois) pontos cada dissertação; b) valerá 1,00 (um) ponto cada uma das questões.

      Na prova discursiva, será aprovado o candidato que alcançar a nota igual ou superior a 6,00 (seis) pontos.

      Prova Escrita Prática

      A Prova Escrita Prática consistirá na lavratura de 2 (duas) sentenças, uma criminal e outra cível, em dias distintos.

      Na Prova Escrita Prática de Sentença, exigir-se-á, para aprovação, nota mínima de 6 (seis) pontos em cada uma delas, sendo a nota de cada sentença atribuída entre 0,00 (zero) e 10,00 (dez) e a nota da Prova Escrita Prática de Sentença obtida pela média aritmética das notas obtidas nas sentenças criminal e cível.

      Prova oral

      Os candidatos habilitados na Terceira Etapa, ou seja, cujas inscrições definitivas tenham sido deferidas e que tenham sido considerados APTOS nos exames de saúde e psicotécnico, na sindicância da vida pregressa e na investigação social, serão convocados para a Quarta Etapa
      – Prova Oral, de caráter eliminatório e classificatório.

      Os temas e disciplinas objeto da prova oral são os concernentes à segunda etapa do Concurso, cabendo à Comissão Examinadora agrupá-los, a seu critério, para efeito de sorteio, em programa específico que será divulgado em até 5 (cinco) dias da realização da prova oral.

      A Prova Oral será realizada em sessão pública, na presença de todos os membros da Comissão Examinadora correspondente, vedado o exame simultâneo de mais de um candidato.

      A arguição do candidato versará sobre conhecimento técnico acerca dos temas relacionados ao ponto sorteado, cumprindo à Comissão Examinadora avaliar-lhe o domínio do conhecimento jurídico, a adequação da linguagem, a articulação do raciocínio, a capacidade de argumentação e o uso correto do vernáculo.

      • Cada examinador disporá de até 15 (quinze) minutos para a arguição do candidato, atribuindo-lhe nota na escala de 0 (zero) a 10 (dez).
      • Durante o tempo da arguição, o candidato poderá consultar códigos ou legislação esparsa sem comentários ou anotações, a critério da Comissão Examinadora.
      • A nota final da Prova Oral será o resultado da média aritmética simples das notas atribuídas pelos examinadores.
      • Recolher-se-ão as notas em envelope, que será lacrado e rubricado pelos examinadores imediatamente após o término da Prova Oral.
      • A Comissão do Concurso, procederá à abertura dos envelopes, calculará as notas e proclamará o resultado da Prova Oral, em sessão pública marcada especialmente para tal fim.

      Avaliação de Títulos

      quadro de prova de títulos do concurso tj es
      quadro de prova de títulos para o concurso juiz es
      quadro de informações de prova de títulos do concurso juiz espírito santo
      quadro demonstrativo de prova de títulos do concurso magistratura ES
      Quadro de prova de títulos do Concurso Magistratura ES

      Último concurso Magistratura ES 2011

      O edital anterior foi publicado em 2011 e não possui mais em vigência. Na época foram ofertadas 30 vagas e os candidatos inscritos foram avaliados por meio de cinco etapas.

      Etapas do último concurso

      O concurso público foi composto das seguintes etapas:

      • Primeira etapa – uma prova objetiva seletiva
      • Segunda etapa – duas provas escritas discursivas
      • Terceira etapa – inscrição definitiva
        • Sindicância da vida pregressa e investigação social,
        • Exame de sanidade física e mental e
        • Exame psicotécnico.
      • Quarta etapa – prova oral
      • Quinta etapa – avaliação de título

      Além das etapas descritas acima, o concurso contemplou, ainda, o procedimento de inscrição definitiva e a perícia médica a ser realizada nos candidatos que se declararem portadores de
      deficiência. Todas as etapas foram realizadas na cidade de Vitória/ES.

      Quer saber tudo sobre concursos previstos?
      Confira nossos artigos!

      Cursos para o concurso Magistratura ES

      A Judicialização do Direito à Saúde

      Assinatura Jurídica

      Conheça os planos

      assinatura magistratura

      Assinatura de Magistratura

      Conheça os planos

      Whatsapp ECJ: Clique na sua carreira e PARTICIPE!

      Com o Whatsapp ECJ vamos transformar a maneira como os estudantes se preparam para os concursos públicos do momento e do futuro. Esta plataforma não apenas oferece suporte para tirar dúvidas cruciais, mas também fornece dicas valiosas para alcançar o sucesso nas provas, abrangendo todas as áreas da carreira jurídica.

      concurso Juiz ES ficha técnica

      Informações do concurso Magistratura ES 2023

      • Vagas: 20
      • Cargos: Juiz de Direito Substituto
      • Banca: FGV
      • Requisitos: Nível Superior em Direito + atividade jurídica
      0 Shares:
      Você pode gostar também