Concurso Cartório PB: Consulplan é a banca organizadora!

Concurso Cartório PB: Consulplan é a banca organizadora!

O Tribunal de Justiça da Paraíba oficializou a empresa Consulplan para organizar o próximo Concurso TJ PB Cartórios.

A banca ficará responsável pelas inscrições, provas entre outras fases do concurso público para a Outorga de Delegação de Serviços Notariais e Registrais do Estado.

Vale lembrar que este certame vem sendo preparado desde 2022, mas com a mudança na composição da Mesa Diretora do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), foram designados novos membros para a comissão organizadora e também uma nova banca organizadora.

Confira abaixo os principais detalhes desta seleção

Concurso Cartório PB
Status: banca definida
Vagas: a definir
Banca: Consulplan
Salario inicial: pode passar dos 100 mil
Último Edital: Edital TJPB 2013

Prepare-se com o melhor material e com quem mais aprova em concursos em todo o país.

Concurso TJ PB Cartórios: situação atual

Banca definida!

A Consulplan ficará responsável pelas inscrições, provas entre outras fases do concurso público para a Outorga de Delegação de Serviços Notariais e Registrais do Estado.

Confira abaixo o extrato de contrato:

Além disso, foram designados os gestores do contrato firmado entre o órgão e a banca Consulplan. Veja abaixo:

Comissão

A nova comissão do concurso TJ PB Cartórios é formada por três magistrados, um registrador, um tabelião, um desembargador, uma promotora de justiça e um advogado. Confira abaixo os nomes dos componentes:

  • Desembargador Marcos William de Oliveira;
  • Juiz Ely Jorge Trindade;
  • Juiz José Herbert Luna Lisboa;
  • Juíza Silmary Alves de Queiroga Vita;
  • Registrador Luiz Henrique Xavier Gomes;
  • Tabelião Luiz Meneghel Bettiol;
  • Promotora de Justiça Maria Lurdélia Diniz de Albuquerque Melo;
  • Advogado Leandro de Medeiros Costa Trajano.

Concurso TJ PB Cartórios: Carreira

Requisitos

De acordo com a resolução 81/2009 do CNJ, para concorrer a vagas com ingresso por provimento, é necessário que5:

a) os candidatos que tivessem concluído o curso superior de graduação em Direito, em instituição de ensino
oficial ou devidamente reconhecida pelo MEC, até a data da outorga, ou,


b) candidatos que tivessem exercido por 10 anos completos, até a data da primeira publicação do Edital
no Diário da Justiça Eletrônico do Estado, função em serviço notarial ou de registro.

Para concorrer a vagas com ingresso por remoção, puderam se inscrever os titulares de serventias extrajudiciais do Estado da Paraíba, independentemente de entrância, que já detivessem a delegação por mais de 2 anos, contados da data do efetivo exercício na atividade até a data da primeira publicação do Edital no Diário da Justiça Eletrônico do
Estado.

Concurso TJ PB Cartórios: último concurso (2013/2019)

O último edita Concurso TJ PB Cartórios foi publicado em 2013 e republicado em 2019 com oferta de 278 serventias, sendo 186 provimento e 92 por remoção.

O responsável por organizar a aplicação da prova oral e da fase de títulos foi o Instituto de Estudos Superiores do Extremo Sul – IESES. Para ter acesso ao resultado, CLIQUE AQUI.

Etapas do último concurso TJ PB Cartórios

A resolução 81/2009 estabelece um conjunto de etapas para o certame:

1) Prova objetiva (eliminatória);

2) Prova escrita e prática (eliminatória e classificatória);

3) Prova oral (eliminatória e classificatória);

4) Avaliação de Títulos (classificatória).

Além destas etapas, é comum nos concursos de outorga de delegações de serviços notariais e de registro uma fase intermediária, de inscrição definitiva, com a comprovação dos requisitos, além de sindicância de vida pregressa, investigação social, exames médicos, avaliação psicológica e entrevista pessoal.

Todas as provas do concurso deverão versar sobre as seguintes disciplinas: Registros Públicos, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Tributário, Direito Civil, Direito Processual Civil, Direito Penal, Direito Processual Penal, Direito Comercial, Conhecimentos Gerais e Língua Portuguesa.

Prova Objetiva TJ PB Cartórios

A prova objetiva é exclusivamente eliminatória e composta por questões de múltipla escolha (em geral 100). São convocados para a prova escrita e prática os classificados dentro de 8 vezes o número de vagas ofertadas. A prova objetiva de seleção teve duração de 4 horas.

A última seleção teve 100 questões, com 4 alternativas de resposta cada uma, sendo 1 e apenas 1 a correta, com a distribuição que segue:

a. Direito Notarial e Registral – 30 questões;
b. Direito Civil, Direito Empresarial/comercial e Direito Processual Civil – 25 questões;
c. Direito Constitucional, Direito Administrativo e Direito Tributário – 25 questões;
d. Direito Penal e Direito Processual Penal – 5 questões e;
e. Normas Especiais – 10 questões;
f. Conhecimentos Gerais – 5 questões.

A prova objetiva de seleção foi avaliada na escala de 0 a 10, sendo a nota desta prova expressa com duas decimais, tendo todas as questões o mesmo valor. Não foi convocado para a prova escrita e prática, o candidato que obtivesse nota zero ou que não comparecesse à prova objetiva de seleção.

Provas Escrita e Prática

A Prova Escrita e Prática, ambas eliminatórias e classificatórias, constaram de 2 questões práticas e 4 questões teóricas.

Cada uma das questões práticas deveria ser respondida com no mínimo 30 e no máximo 90 linhas, sendo relacionada preponderantemente ao Programa de Direito Notarial e Registral, podendo conter, de forma complementar, assuntos dos demais ramos do Direito.

Cada questão prática consistiu na elaboração de escritura, ata, ata notarial, edital, registro, instrumento, certidão ou quaisquer outros documentos relativos a atos próprios da atividade notarial e/ou de registro e/ou solução de caso/problema a respeito de tais atividades.

Cada uma das questões teóricas deveria ser respondida sob forma de dissertação, com no mínimo 10 e no máximo 15 linhas, correspondendo a questionamento sobre um e/ou mais pontos dos programas de Direito Civil, de Direito Empresarial / Comercial e/ou Direito Tributário.

Para participar da prova escrita e prática, foram convocados os candidatos na prova objetiva de seleção e pré-classificados até as seguintes posições limite:
a. 8 (oito) vezes o número de vagas para ingresso por provimento;
b. 8 (oito) vezes o número de vagas para ingresso por remoção;
c. 8 (oito) vezes o número de vagas reservadas a Pessoas com – PcD, para ingresso por provimento,
d. 8 (oito) vezes o número de vagas reservadas a Pessoas com Deficiência – PcD, para ingresso por remoção.

Cada questão prática da prova escrita e prática foi avaliada na escala de 0 a 3,0 pontos, com notas de 0; 0,50; 1,0; 1,5; 2,0; 2,5 ou 3,0 pontos. Cada questão teórica da prova escrita e prática foi avaliada na escala de 0 a 1,0 ponto, com notas de 0; 0,25; 0,50; 0,75 ou 1,0 ponto.

Na avaliação das questões da prova escrita e prática foi, também, considerado o uso correto da Língua Portuguesa (forma redacional: coerência, coesão, ortografia, concordância e pontuação). Foram considerados aprovados na prova escrita e prática, os candidatos que obtiverem nota da prova escrita e prática, igual ou superior a 5,00.

Prova Oral – TJ PB Cartórios

A Prova Oral, também de caráter eliminatório e classificatório, consistiu na arguição dos candidatos em sessão pública sobre pontos do conteúdo programático.

Os candidatos foram submetidos às arguições perante a Comissão Examinadora, composta por 3 membros, sendo que cada membro da Comissão dispôs de até dez minutos para arguir e obter respostas de cada candidato, em cada prova.

Cada examinador consignou, em papeletas avulsas e assinadas, nota de 0 a 10 pontos, sendo as mesmas recolhidas ao final da prova de cada candidato, em envelope que a Coordenação Local de Aplicação de Provas fará lacrar.

A nota de cada prova oral foi a média das notas atribuídas por cada examinador ao candidato, expressa com duas decimais, arredondada estatisticamente. Foi eliminado o candidato, cuja média das notas das provas orais fosse inferior a 5,00 e/ou obtivesse nota inferior a 3,00 em qualquer das avaliações.

Prova de Títulos

Os candidatos convocados à Prova Oral foram convocados a fazer a entrega dos documentos pertinentes à Prova de Títulos. Avaliação dos títulos foi efetuada a partir dos seguintes pontos:

I. Exercício da advocacia ou de delegação, cargo, emprego ou função pública privativa de bacharel
em Direito, por um mínimo de três anos até a data da primeira publicação deste Edital de Concurso
Público – 2,0 pontos;

II. Exercício de serviço notarial ou de registro, por um mínimo de dez anos até a data da primeira
publicação deste Edital de Concurso Público (art. 15, § 2º, da Lei n. 8.935/94) – 2,0 pontos;

III. Exercício de Magistério Superior na área jurídica pelo período mínimo de 5 anos:
a. Mediante admissão no corpo docente por concurso ou processo seletivo de provas e/ou
títulos – 1,5 pontos;
b. Mediante admissão no corpo docente sem concurso ou processo seletivo de provas e/ou
títulos – 1,0 ponto;

IV. Diplomas em curso de Pós-Graduação:
a. Doutorado reconhecido ou revalidado em Direito ou em Ciências Sociais ou Humanas = 2,0 pontos;
b. Mestrado reconhecido ou revalidado em Direito ou em Ciências Sociais ou Humanas = 1,0 ponto;
c. Especialização em Direito, na forma da legislação educacional em vigor, com carga horária mínima de 360 (trezentas e sessenta) horas-aula, cuja avaliação haja considerado monografia de final de curso = 0,5 ponto;

V. Exercício, no mínimo durante 1 ano, por ao menos 16 horas mensais, das atribuições de conciliador voluntário, ou na prestação de assistência jurídica voluntária = 0,5 ponto;

VI. Período igual a 3 eleições, contados uma só vez, de serviço prestado, em qualquer condição, à Justiça Eleitoral = 0,5 ponto [Nas eleições em dois turnos, considerar-se-á um único período, ainda que haja prestação de serviços em ambos].

Quer saber tudo sobre concursos previstos?
Confira nossos artigos!

Cursos e assinaturas

assinatura de cartório

Assinatura de Cartórios

Conheça os planos

A Judicialização do Direito à Saúde

Assinatura Jurídica

Conheça os planos

Prepare-se com o melhor material e com quem mais aprova em Concursos Públicos em todo o país.

Whatsapp ECJ: Clique na sua carreira e PARTICIPE!

Com o Whatsapp ECJ vamos transformar a maneira como os estudantes se preparam para os concursos públicos do momento e do futuro. Esta plataforma não apenas oferece suporte para tirar dúvidas cruciais, mas também fornece dicas valiosas para alcançar o sucesso nas provas, abrangendo todas as áreas da carreira jurídica.

►Informações sobre o último concurso TJPB Cartórios

Data de realização da prova: 13/04/2014.
Vagas: 278 serventias
Cargos: Notário ou Registrador
Lotações: Paraíba
Banca: IESES
Escolaridade: Nível Superior em Direito
Edital: Edital TJPB 2013
Republicação: Edital TJPB Republicado 2019

0 Shares:
Você pode gostar também