Como se tornar um delegado?

Como se tornar um delegado?

Seja bem-vindo (a), caro amigo leitor (a)! Na postagem de hoje, vamos deslindar como se tornar um delegado, qual o caminho a percorrer e os requisitos necessários para chegar ao cargo.

 Curioso para descobrir como proceder? Vem com a gente!

Introdução – Como se tornar um delegado

Como se tornar um delegado?

A profissão de delegado de polícia, é um cargo público extremamente visado pelos profissionais do direito na área criminal.

Uma boa remuneração, acompanhada com a realização do objetivo de servir a sociedade de forma eficaz e nobre, para a promoção da ordem social, são alguns dos parâmetros que os sonhadores da carreira têm em mente, e esses não medem esforços para conseguir alcança-la.

Para isso, os juristas devem focar em muito estudo para o concurso, que possui várias etapas como: provas objetivas, dissertativas, orais e de títulos.

A jogada é, ficar sempre ligado (a) nos editais da polícia com a qual você se identifica, polícia civil, polícia federal… E se apegar aos estudos logo que o edital estiver no ar!

Como se tornar um delegado

                Geralmente, as pessoas sentem afinidade para com a carreira de delegado ou outras das diversas carreiras de segmento penal que área criminal possui, logo no curso de graduação em direito, quando conhecem a atuação na área criminal através das matérias que carregam a denominação de “Direito penal” ou “Direito Criminal”.

                Portanto, é uma das áreas que mais pretendidas pelos “concurseiros”, tendo em vista, a estabilidade econômica após o ingresso no cargo, e o sonho de realizar trabalhar na profissão tão desejada.

A carreira de delegado

Esse profissional é um agente da lei. Ele é o líder dos demais agentes policiais, daqueles que buscam reestabelecer a ordem social, que se perdeu perante uma ação inaceitável pela sociedade, realizada por um indivíduo, também, busca promover a segurança pública.

Lidar com pessoas que fogem de seus deveres para com a sociedade e violam os direitos dos outros, é de imensa responsabilidade, e o fator de liderança de um delegado aumenta muito mais seu fator de responsabilidade e tensão na profissão.

Este profissional está a serviço do estado, para a povo, ou seja, é um agente público/servidor público, concursado, sendo assim, passa por um procedimento/prova para poder ingressar no cargo e poder atuar.

Sua função tem competência de investigações criminais, atendimento ao público conforme a solicitação de seus serviços, realização de inquéritos, elaboração de relatórios para a Justiça, entre outros processos administrativos que fazem parte de sua rotina como delegado de polícia.

Em entrevista ao Governo do Ceará, a delegada de polícia Ivana Marques conta que a carreira é uma vocação, e que são imensos os desafios diários, mas, para aqueles que realmente tem o sonho de serem delegados a carreira vale a pena e é edificadora:

(…) hoje, como delegada, eu percebo que eu posso sim intervir, proteger, cuidar e promover a paz. Porque a Polícia Civil é a primeira instituição a promover e garantir que a justiça seja feita”, disse ela.

“E, para essas novas gerações, para esses novos delegados e delegadas que estão chegando, eu desejo que tenham o mesmo amor que o nosso, que é cuidar do outro, que é ouvir, entender, conhecer e estar tão próximo da sociedade. Ser delegado é trabalhar e honrar quem nos procurou, é promover a justiça de forma clara. Pois para mim, ser delegada não é uma escolha, é uma vocação, e é ter muita coragem, pois é uma profissão desafiadora”, finalizou ela.

Não só a compensação pecuniária deve ser o objetivo de um delegado, mas também, a satisfação de poder contribuir para o bem social deve estar em foco, nesse sentido, é o que aduz o delegado da PC-CE, José Alberto, com 34 anos de carreira:

Entre as inúmeras ações como delegado, José Alberto, com os olhos marejados, relembra uma prisão em flagrante pelo crime de furto. Na época, na década de 1980, um homem havia furtado uma televisão de uma senhora bastante humilde. Horas em diligências na região de Cascavel, os investigadores conseguiram prender o alvo e restituído o objeto. Como forma de agradecimento, a vítima, que ficou bastante emocionada, entregou ao servidor uma pequena quantia de castanhas pois, naquele momento, era o que mais valioso ela poderia dar para o delegado Alberto.

“Parece simplório, mas para mim foi bastante significativo, ela não poderia me entregar nada, até porquê, meu trabalho já é pago pelo Estado, mas eu vi ali uma gratidão tão grande, que nenhum salário seria maior do que conseguir devolver a esperança e a alegria de uma pessoa que acreditou no meu trabalho”, finalizou ele.

                O delegado de polícia, é um servidor extremamente fundamental para a segurança do povo, é necessário que o candidato compreenda a noção básica do quanto essa profissão é séria e importante, uma vez que mexe com a vida das pessoas ao seu redor.

Bem sabe-se, que a vida é o bem e direito mais preciso que as pessoas tem, e esse profissional é incumbido de restaura-la em certos casos na restituição de bens ou de ajudar a fazer justiça quando da sua violação.

Como ocorre o ingresso na carreira de delegado? – Como se tornar um delegado

Entendendo Como se tornar um delegado: Sendo um cargo público, o profissional que trabalha em uma delegacia presta serviços ao Estado em prol do povo, e para ingressar nessa carreira é necessário prestar o devido concurso púbico, que vai depender de estado-membro para estado-membro dentro do Brasil.

Portanto, deve ser consultado o edital de cada estado/região ao qual for publicado, para que o candidato busque atender as determinações/requisitos requeridos.

Porém, há os requisitos gerais, aqueles que serão aplicados em basicamente todos os editais, quais sejam:

1) Bacharelado em direito, em instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC);

2) Para os homens, estes devem estar em dia com as obrigações militares;

3) Idade mínima de 18 anos, sem limitação quanto a idade máxima, pois foi abolido esse requisito pela Constituição da República Federativa do Brasil de 1988;

4) Comprovação de atividade jurídica por determinado tempo (depende da região/estado-membro e respectiva lei orgânica);

5) Não ter antecedentes criminais;

6) Aprovação em concurso público para a polícia específica desejada, sendo o concurso especificado por cada edital;

Cabe ressaltar que, haverá a possibilidade de as leis orgânicas das polícias inovarem nos requisitos, devendo o candidato ficar atento a esse detalhe, conforme a polícia para qual irá prestar o concurso.

No estado de Santa Catarina, à título de exemplo, se pode acompanhar de forma online os concursos para a polícia civil, no próprio site da polícia, na aba “informações” e depois clicando em “concursos”, no link a seguir:

https://pc.sc.gov.br – Como se tornar um delegado

Você pode estar acessando, os demais sites das Polícias dos demais estados, para verificar os concursos públicos para ingresso na polícia e estado desejado.

Sobre o bacharelado em direito, é confirmado pela lei 12.830/2013:

Art. 3º. –  O cargo de delegado de polícia é privativo de bacharel em Direito, devendo-lhe ser dispensado o mesmo tratamento protocolar que recebem os magistrados, os membros da Defensoria Pública e do Ministério Público e os advogados.

Em sua maioria, os concursos públicos, se dividem nas seguintes etapas:

1) Prova teórica com questões de múltipla escolha;

2) Prova escrita, que é desclassificatória, recheada com questões discursivas;

3) Investigação/análise social do candidato, de carácter eliminatório, que consiste em analisar a personalidade, seus antecedentes profissionais, sua vida em sociedade, sua conduta e idoneidade moral (atributos como honra, respeitabilidade, seriedade, dignidade e bons costumes) do candidato a delegado;

4) Prova oral, de carácter classificatório/eliminatório, que se resume em avaliação oral por doutores na matéria criminal, “cara a cara” com o candidato; 5) Prova de títulos, de carácter classificatório, que traduz-se na avaliação dos documentos que comprovam os títulos que o candidato possui. Como exemplo de títulos existe as formações ou trabalhos acadêmicos como mestrado, doutorado, artigos científicos, pós-graduação, pós-doutorado, publicação de livros, cursos de especialização e experiência profissional nas áreas jurídicas;

5) Exame psicotécnico, que consiste em avaliar as condições psicológicas e aptidão do candidato à delegado para assumir o cargo;

6) Checape médico, que significa na avaliação de um profissional médico com exames para averiguar a condição física para ser delegado do candidato. Portanto, é importante que este mantenha um bom condicionamento físico e saúde em dia.

Conclusão – Como se tornar um delegado

 À guisa de conclusão, para se tornar um delegado é necessário uma série de requisitos e preparação.

Tendo em vista ser um cargo público, o profissional que trabalha em uma delegacia, presta serviços ao Estado, e para ingressar nessa carreira é necessário prestar o devido concurso público, que vai depender de estado-membro para estado-membro dentro do Brasil.

Portanto, deve ser consultado o edital de cada estado/região ao quando for publicado, para que o candidato busque atender as determinações/requisitos requeridos pelo referido edital.

Neste sentido, os requisitos gerais para ser um delegado, consistem em: Bacharelado em direito em instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC); para homens devem estar em dia com as obrigações militares, idade mínima de 18 anos, sem limitação quanto a idade máxima pois foi abolido esse requisito pela Constituição da República Federativa do Brasil de 1988; comprovação de atividade jurídica por determinado tempo (depende da região/estado-membro e respectiva lei orgânica); não ter antecedentes criminais; aprovação em concurso público para a polícia específica desejada, sendo o concurso especificado por cada edital.

Como se tornar um delegado

Ainda, o candidato deverá ficar atento, pois poderá haver a possibilidade de as leis orgânicas das polícias inovarem nos requisitos. Portanto, o candidato precisa ser cauteloso a esse detalhe conforme a polícia para qual irá prestar o concurso público.

Em resumo, o caminho para se tornar um delegado, é o bacharelado em direito em instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), a aprovação em concurso público e a dedicação na prestação do serviço público após a posse no cargo.

            REFERÊNCIASComo se tornar um delegado

https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2013/lei/l12830.htm

https://pc.sc.gov.br/

https://cj.estrategia.com/portal/

Quer saber quais serão os próximos concursos?

Confira nossos artigos!

Concursos abertos

Concursos 2023

0 Shares:
Você pode gostar também